Viagem, por Paulo André

Essa noite passeei pelo sol

De dia falei com a lua

Desci em caracol

Sem nexo com meu lençol

Minha alma estava nua!

 

A alma está em brasa

Vaga entre o ódio e o amor

O espírito ganhou asa

Passeia por toda a casa

Que é meu eu interior

 

Cantando sonhos meus

O divino é longe ou perto?

Encontro de todos os eus

Dentro de mim está Deus

Pronto pra ser descoberto

 

Como o todo é bonito

Tudo isso é um presente

Alma valsa pelo infinito

Que é apenas meu espírito

O todo repousa em minha mente

 

O esplendor do salão dourado

Onde a noite também é dia

Cada mestre ascensionado

A Fraternidade toda ao meu lado

Tão perto, e não percebia

 

É hora de retornar

Nem ao menos sem ter ido

Pois eu sempre estive lá

Basta apenas despertar

O caminho foi percorrido

 

Vejo a humanidade

O homem busca entender

Nos mistérios estão a verdade

Mistério mora na simplicidade

A vida é só viver

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *