A auto-estima diretamente ligada à moda, por Gabriela Fernandes

Hoje, lendo alguns artigos sobre moda, li uma frase que para mim diz tudo sobre essa ligação direta entre a moda e a auto-estima: Se a nudez é crua, o vestir é uma construção. Não podemos escolher o tipo de corpo que teremos – isso fica por conta da nossa genética que, na maioria das vezes, não agrada ninguém: Quem tem pernas grossas queria ter finas, quem tem pouco seios gostaria de maiores e assim vai uma lista extensa e sem fim.

A moda não pode mudar essas insatisfações genéticas, mas pode decidir o que vai nos cobrir ou descobrir, construindo as nossas preferências e a forma como nos mostraremos para o mundo. Assim posso afirmar com muita convicção que o nosso estilo de vestir pode falar muito mais sobre nossa personalidade e alma do que se imagina.

E também posso afirmar que a compra de uma roupa nova não tem o poder de intensificar nossa felicidade por ser um prazer momentâneo que vai durar até a próxima vitrine, mas tem o poder de nos oferecer um outro ponto de vista sobre nós mesmos e como queremos ser vistos por todos.

Então vamos usar as nossas ferramentas (roupas ,sapatos ,acessórios ,etc..) para elevarmos a nossa auto-estima e nos mostrar da forma mais bonita ao mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *